sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

RECEITA DE FIM DE ANO DA MAYLÊ SARA KALÍ/2011


Na lua que se aproxima,
temos que agradecer...e muito, faz bem agradecer,
temos que ter coragem...sempre, não teríamos conseguido sem ela,
temos que tentar...algo novo, cada lua é uma nova fase,
temos que sorrir e sonhar...poucas coisas no mundo são tão belas.

Mudamos o ano, na folhinha do calendário...
ontem é passado,
futuro há de vir,
presente é a dádiva...

Mudamos roupas, sapatos, bolsas...
mudamos até o sorriso.
Aprendemos a andar, a dançar, a simplesmente ficar parada.


Giramos o mundo,
como loucas ou genuínas,
como santas ou prostitutas,
como chefes ou empregadas,
senhoras ou meninas...nascemos e morremos...onde? No mundo todo.

De salto ou de tênis,
descalças ou de gomeiras,
construimos esse ano, todas nós, e fizemos muito...há, sim senhora!
Plantamos sonhos e batatas,
colhemos café e rezamos para parar a chuva,
enterramos nossos mortos,
parimos nossos filhos,
descobrimos novos amores e novas decepções,
vencemos e perdemos,
fomos expulsas e encontramos abrigos,
mais fechamos o ano.

Façamos um favor a todas nós, no mundo todo.
passemos a régua,
mudemos de folhinha, se assim tiver que ser.

Pendura teu casaco,
prende teu cabelo e cozinha.
Digere tuas histórias,
planta tua batata e reza tua terra.
Acorda e acompanha a magia da vida e sonha pro seu amor.




Dedicamos essa receita a todas as mulheres ciganas do mundo, as rhomí, maylês e mayrís, que com força, garra e determinação, lutaram contra o preconceito, a censura, a  ignorância, a xenofobia e a pobreza, dentro e fora do seu povo. A todas que fizeram de sua fé em Sara, á kalí um esteio e um ancoradouro. No ano das grandes águas salgadas, que ela nos banhe de fartura e nos traga a fortuna e a saúde. Que lave toda a inveja, a maledicensia, toda a tortura e o absurdo da fome. Que o solo onde colocarmos nossas mãos seja pleno de saúde e rico de prosperidade. Que haja comida para todos os povos e mais realeza a todos os governantes. Que a senhora das águas enxugue todas as nossas lágrimas e as transforme em pérolas.

CANJICA DE MILHO

Deixe de molho a canjica amarela (500 grs) por meia hora, lave e reserve. Pegue uma panela alta e coloque 2 litros de água, 1 pau de canela e 4 cravos da índia. Ferva a água e acrescente 4 colheres de sopa de açúcar e uma pitada de sal. Coloque a canjica e ferva até a água secar. Retire os cravos e a canela. numa outra panela coloque 1 maça ralada, 1 colher de sopa de mel, 2 litros de leite e uma lata de leite condensado. Quando ferver, acrescente mais 1 litro de leite quente e espere engrossar, quando isso acontecer, separe 1 xícara de castanhas quebradas e acrescente, espere ferver novamente e desligue o fogo. Coloque no fundo do prato 1 tala de queijo branco meia cura e despeje a canjica ainda quente. Polvilhe canela se quiser.
Antigamente se fazia o leite doce e não usava o leite condensado.



Esse é o nosso desejo de saúde, amor e prosperidade em 2011. 

Cozinha dos Vurdóns/Dezembro de 2010

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

RECITAS DE FIM DE ANO DA MAYLÊ FIA



Lentilhas da Sorte – isso já é tradição...




 LENTILHAS PICANTES

 Ingredientes:

1 xícara de lentilhas marrons
½ colher (chá) de gengibre picadinho
½ colher (chá) de açafrão-da-terra
1 colher (sopa) de azeite
2 colheres (chá) de sementes de mostarda marrom
1 pimenta dedo-de-moça picada (se quiser menos picante, use 2 pimentas de cheiro) sempre sem as sementes,
01 colher (sopa) de curry
1 cebola picada bem fininho
4 colheres (sopa) de pimentão vermelho picado em quadradinhos
¼ colher (chá) de cardamomo.
1 colher (chá) de açúcar mascavo
1 colher (chá) de sal ou a gosto 

Modo de fazer

Lave bem a lentilha e deixe de molho por 1 hora. Coloque numa panela com o gengibre e o açafrão, junte 1 litro de água, um fio de azeite e leve ao fogo alto. Quando ferver, abaixe o fogo, tampe e deixe cozinhar por cerca de 20 minutos ou até que esteja bem macia. Se precisar, junte mais água quente ou de 10 a 15 minutos na pressão. Deve restar um pouco para que a lentilha não fique seca. À parte, aqueça a manteiga ou o azeite com a mostarda e o cardamomo. Quando refogar, junte a pimenta e os outros temperos. Mexa por meio minuto e acrescente a cebola e o pimentão. Deixe refogar até murcharem. Junte a lentilha cozida, o açúcar mascavo e o sal. Tampe e cozinhe por mais 10 minutos em fogo baixo (se precisar junte mais água quente). Verifique o sal e pronto.

LENTILHAS DAS KALDERA:
Ingredientes:
2 xícaras de lentilhas marrons cozidas em água, azeite, 2 cravos e 1 colher de sobremesa de sal. Reserve.
Refogue:
1 cebola grande picada aos quadrados,
1 colher (sopa) de salsinha seca,
200 grs de tomate seco picado,
1 colher (sopa) de orégano,
10 azeitonas pretas fatiadas,
1 pimentão amarelo, 1 verde e 1 vermelho, cortado em cubinho,
1 pimenta de cheiro
1 xícara de calabresa cortada em cubos ou em rodelas.
Coloque tudo junto e tampe a panela. Vai criar uma água e em seguida secar e começar a refogar sozinho. Vá colocando colheradas de água e mexendo até a calabresa estar no ponto.
Retire os cravos e escoe as lentilhas. Vá misturando as lentilhas na calabresa e mexendo – numa travessa – pode levar pra mesa. Sirva com folhas largas e grossas de alface e nacos de queijo.
Cozinha dos Vurdóns

RECEITAS DE FIM DE ANO - BERZA GITANA - CIGANOS PELO MUNDO

BERZA  GITANA

Ok, você comeu demais e se divertiu muito. Agora precisa dar um alento pro corpo, descansar. O ano acabou o novo chegou e a volta ao trabalho também. Qual o segredo? Comida cozida, acalma a alma, fortalece o corpo e repõe os desgastes. Como um bom vinho tinto faz bem em qualquer situação, aí vai a nossa sugestão pra domingo.

Saudades da Espanha?  Essa é a cozinha dos carroções, a Cozinha dos Vurdóns, passeando por Espanha. Nais tuke, love y bartalô.

Coloque 1 lingüiça calabresa e 1 lingüiça português mergulhadas na água e ponha pra ferver. Quando a água estiver cheia de gordura. Desligue, retire as carnes e as pique. Jogue a água fora. Gordura demais.

Numa panela alta, coloque 4 dentes de alho amassados, 2 cebolas grandes bem picadas, 1/2 xícara (chá) de alho poro picado e 2 colheres de sopa de salsinha picada. Refogue com as lingüiças fatiadas e sem uma gota de óleo, vá pingando água que o restante da gordura solta. Exprema o suco de 1 limão e refogue de novo.

Agora coloque:
4 batatas médias em cubos largos,
4 jilós partidos pela metade,
2 cenouras grandes e limpas, cortadas em rodelas,
1 tomate picado em quatro,
1 mandioquinha picada em cubos pequenos,
2 xícaras (chá) de vagens cortadas ao meio,
1 colher (sopa) de sal,
1 colher (sopa) rasa de páprika doce,
8 copos de água e tampe a panela. Existe a possibilidade de se acrescentar ½ xícara (chá) de lentilha vermelha, fica divino. O feijão branco também é muito usado e neste caso ele precisa cozinhar primeiro. Deixe cozinhar até a mandioquinha desmanchar e engrossar o caldo. 

Verifique o sal, salpique cebolinha e sirva com torradas e uma boa taça de vinho tinto. 

Uma boa variação é retirar a vagem e os feijões e depois de tudo cozido, bater no liquidificador e engrossar com 1 copo de leite. Precisa verificar o sal.
 Cozinha dos Vurdóns.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

RECEITAS DE FIM DE ANO - DAY PRHATY

BATATAS RECHEADAS  
DE DAY PRATY – NOSSO AMIGO INDIANO

Obra de Vincent Van Gogh (1853-1890)

Coloque 4 batatas inglesas grandes pra cozinhar em água, o suficiente para cobri-las. Acrescente 2 cravos da índia e uma colher (café) de sal. Espete um palito para verificar se estão prontas. Escorra a água e deixe descansar até esfriar um pouco. Esse é o procedimento básico para todas as nossas batatas. Corte a tampa no sentido do cumprimento e retire a polpa sem furar a batata. Para assar é bom que coloque as batatas em pacotinho de alumínio, elas ficam mais firmes pra servir.

1. BATATAS DOURADAS – refogue 3 cebolas grandes em 1 colher de manteiga e 2 de azeite. Coloque ½ limão e polvilhe 1 colher (café) de mel. Deixe dourar. Fatie 2 alhos e acrescente a mistura. Salpique cebolinha e acrescente a batata amassada. Verifique o sal. Acrescente 4 colheres de sopa de leite ou de creme de leite fresco. Recheie e leve para assar em forno quente até estarem douradas. Experimente colocar queijo meia cura por cima. Como o gosto do parmesão é forte, pode interferir no gosto das cebolas.

2. BATATAS ASSADAS A BAVIERA -  refogue 1 salsichão cortado em cubinhos (2 xícaras de chá mais ou menos), com 1 colher de sopa de cebola e 1 alho amassado. Retire o excesso de gordura e acrescente 1 xícara de chá de repolho picado bem fino, pimenta moída fresca a vontade e as batatas amassadas. Acrescente 1 xícara de café de queijo fundido pó requeijão culinário. Mexa rapidamente e recheie. Ponha para assar até dourar.

3. BATATAS A MODA DAY PRATY – quando colocar as batatas para cozinhar coloque também 1 colher de café de curry na água.

Prepare 2 xícaras de seleta de legumes variados, menos batata. Cenoura, couve flor, ervilhas, vagem, milho e etc...coloque 1 colher de sopa de manteiga (rasa) e uma colher de azeite em uma frigideira larga. Refogue cebola e alho, salsinha e cebolinha (2 colheres de sopa dessa mistura). Acrescente as batatas (polpas) e 4 colheres de queijo culinário. Ponha uma pitada de curry e despeje a seleta de legumes enquanto mistura. Desligue o fogo e veja se tudo está integrado, pimenta moída a gosto. No fundo da batata coloque uma colher de queijo de queijo fundido, a mistura de legumes e mais uma de queijo. Salpique com cebolinha e ponha pra assar.

4. BATATAS ASSADAS À MODA DA MAYLÊ:
Faça um purê com leite e requeijão culinário, acrescente orégano, 1 pimenta de cheiro, 7 azeitonas pretas picadas, 7 ameixas pretas picadas, 3 colheres de sopa de manjericão fresco, 7 tomates secos picados, salsinha e cebolinha e 4 colheres de sopa de bacon picado. Misture tudo e acrescente 1 xícara de queijo prato ralado grosso.  Recheie e pingue 1 gota de azeite de limão siciliano. Ponha para dourar.

5. BATATAS A RHOMI – desfia-se carne de porco (mais ou menos 2 xícara de chá cheia), 1 colher de sopa de salsinha, 1 de cebolinha, azeitonas pretas picadas, 10 ameixas picadas e tomate cereja cortado em rodelinhas. Amasse o purê e junte a ele 1 pote de requeijão comum e branco. Misture tudo muito bem e recheie as batatas. Ponha pra assar.

6. BATATAS ASSADAS AOS ANTIGOS – misture bem a polpa e tempere com cebola, alho, sal, cardamomo e 1 copo de coalhada, um chevré amassado, 1 copo de requeijão e 1 maça grande ralada. Misture tudo e recheie. Cubra com um fio de azeite e ponha no forno só pra derreter o recheio.

7. BATATAS  MOURISCAS – amasse a polpa e acrescente 1 tomate picado, 1 colher (sobremesa) de coentro, 5 colheres de sopa de leite e 2 xícaras de camarão cozido e refogado no alho e com ½ xícara de moranga e uma pitada de sal – de todos os tamanhos. Reserve os grandes para enfeitar e 1 colher de sobremesa de catupiry para cobrir cada batata. Recheie e enfeite, leve ao forno para dourar.

ABAIXO UMA DAS NOSSAS RECEITAS PREDILETAS, GITANA OU NÃO, SEM DÚVIDA FABULOSA.


 BATATAS BRAVAS "AROLA"

Arola-Vintetres: Batatas Bravas - restaurante do chef catalão.


Ingredientes:
 
Batatas confitadas
1 quilo de batatas pequenas
Azeite oliva
Sal

Como fazer:
Faça cilindros com as batatas usando um extrator de polpa. Escave os miolos usando um boleador. Cozinhe com sal e oliva à gosto por cerca de uma hora em fogo baixo. Uma vez cozidas, tire do azeite quente e conserve-as mergulhadas em azeite frio

Molho picante
Ingredientes
1quilo de tomate italiano
5 pimentas cayena
6 dentes de alho
Sal
Açúcar
Azeite oliva
Como fazer
Descasque e tire as sementes do tomate. Em um frigideira com um pouco de manteiga, doure os alhos; tire-os do fogo e acrescente a pimenta. Volte ao fogo e adicione os tomates; deixe refogar até que vire uma pasta Retire a pimenta e os alhos. Passe por um passa-purê e coe.
Acerte o ponto de acidez com uma pitada de açúcar.

Maionese de alho
Ingredientes
5 ovos
1/2 Litro azeite oliva
Alho
Sal
Como fazer
Triture o alho e misture-o ao azeite até conseguir uma consistência homogênea. Misture com os ovos, com a ajuda de um fouet, até atingir a consistência parecida de uma maionese.
Tempere com sal à gosto.

Com o nosso respeito e admiração, aos grandes chefes;
Cozinha dos Vurdóns - AMSk/Brasil
 

 

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

PRAMA KRYSTESKO

NÓS DA COZINHA DOS VURDÓNS DESEJAMOS A TODOS UMA FELIZ COMEMORAÇÃO.
CHEIA DE VALORES REAIS A MUITO ESQUECIDOS,
REPLETA DE PAZ DURADOURA E NÃO TRANSITÓRIA,
FARTA DE ALIMENTOS TANTO PARA O CORPO QUANTO PRA ALMA.

NO TEMPO EM QUE OS MAIS ANTIGOS COMEMORAM A ENTRADA DO SOLSTÍCIO DE INVERNO, PEDIMOS A LUZ QUE DESCE EM FORMA DE MENINO, PARA NOS TRAZER CONSCIÊNCIA, DANDO-NOS FORÇA PARA LUTARMOS PACIFICAMENTE CONTRA ESSE MONSTRO, O QUAL CHAMAMOS DE FOME. AFASTANDO AS TREVAS DA DISCRIMINAÇÃO E A ESCURIDÃO DO PRECONCEITO DE TODOS OS POVOS.

PARA NUNCA PERDERMOS A TERNURA, BASTA USAR TODA ESSA MAGIA E CONSTRUIR O NATAL TODO DIA.

COZINHA DOS VURDÓNS

Ta vess bartholo 
Nais tuke

COGUMELOS REI PARA TODOS OS PLEBEUS

Qualquer cozinheira sabe que fatiar os cogumelos para cozer, garante que o façam por igual, entretanto os Rhoms acreditam que o corte de um cogumelo seria "sangrar o seu coração". Valma Vidal - Caso prefira cogumelos inteiros, procure os pequenos e se for usar os secos, hidrate-os em um pouquinho de água, limão e azeite, antes de prepará-los.


Misture 500 grs. de cogumelos silvestres misturados ou campo, (vide anotação acima) com 1 colher (sopa) de limão/suco. Numa frigideira larga coloque 2 colheres (sopa) de manteiga e 1 colher (sopa) de azeite. Acrescente então 1 cebola média picadinha e refogue bem, até que não solte mais água. Isso deve durar mais ou menos de 7 a 10 minutos. Coloque uma pitada de sal e pimenta moída/calabresa ou rosa, despeje mais 1 colher (sopa) de limão e 6 colheres (sopa) de creme de leite, mexa e desligue o fogo. Por cima salpique 1 colher (sopa) de salsinha bem picadinha. 

Prepare 4 torradas grandes de pão de centeio/pão preto e sirva os cogumelos por cima. Este prato com um Chardonnay é simplesmente digno de um rei.

Cozinha dos Vurdóns - Valma Vidal

CREMA DE ABACAXI

É fácil e rápido, saboroso e leve. É abacaxi...

1 caixa de pó para pudim sabor baunilha – faça como o indicado e deixe esfriar e tomar consistência. Coloque o pudim pronto, 1 pacote de gelatina de abacaxi, 1 xícara de água quente, 1 lata de creme de leite e 1 de leite condensado no liquidificador. Bata e coloque em taças. Quando ganhar consistência homogênea coloque uma colher de sopa de geléia de abacaxi por cima e um raminho de hortelã. Sirva gelada.

CREMA DE CHOCOLATE E CAPUCCINO – substitua o pudim de baunilha pelo de chocolate e a gelatina de sabor pela neutra, acrescentando na hora de bater no liquidificador 4 colheres de sopa de capuchino. Enfeite com nozes.

Esse é um povo que sabe apreciar frutas, sempre, as mais variadas e café, ou tudo que dele se faça lembrar.

Deva Shay - Rhomí/Cozinha dos Vurdóns

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

POGUATÁ (tipo de broa)

Essa receita muda muito, não sabemos ao certo a receita original. Quando começamos a catalogar, essa foi a que apareceu. Acrescentar maisena e erva doce é algo muito pessoal, assim como a utilização do leite talhado ou do creme do leite. 

Numa vasilha coloque:
01 xícara (chá) de fubá de milho; 01 xícara (chá) de maisena; 01 xícara (chá) de açúcar;
01 colher (sopa) de fermento em pó (rasa), 1 pitada de sal e misture bem. Coloque 2 colheres(sopa) de manteiga bem cheia e quebre dois ovos. Sove a massa e acrescente 2 colheres (sopa) de leite ou creme de leite.

Misture bem, a massa deve ficar lisa. Coloque em forma untada e leve ao forno quente até ficarem bem douradinhas. Coloque-as um tanto quanto separadas, pois elas crescem um pouco.
Como somos apaixonadas por queijo, minha avó ralava um prato fundo de queijo minas meia cura, no ralo médio e misturava a massa, esse acréscimo nós não dispensamos até hoje.                          Cozinha dos Vurdóns.

PUCHERO

PUCHERO DE LOS GITANOS

Primeiro pegue uma panela mais larga do que funda e coloque: 

1 ½ kg de patinho em cubos, 2 colheres de sopa de azeite, 2 pimentas de cheiro, 4 dentes de alho amassado, 2 cebolas picadas, 1 colher de sopa de sal e refogue bem por aproximadamente 10 minutos.

Depois disso acrescente: 2 paios em rodelas, 1 lingüiça defumada em rodelas, 1 peito de frango em pedaços, 2 coxas com sobre coxas de frango em pedaços e 4 tomates picados sem pele e sementes. 

Refogue bem, até que tenham se misturado a carne. Junte 2 batatas picadas, 1 batata-doce cortada em quatro, 2 cenouras em rodelas grandes, 1 xícara (chá) de vagem manteiga cortadas ao meio, pimenta do reino se gostar, 2 colheres (sopa) de cebolinha e 2 de salsinha e 1 colher de sopa de extrato de tomate. Misture bem e acrescente 1 ½ de água e 1 copo de vinho branco seco. Tampe a panela e deixe cozinhar por 30 minutos.

Passado o tempo, acrescente 1 xícara de chá de repolho bem picadinho, 1 xícara de chá de ervilha e 1 xícara de chá de abóbora picada (pequenos quadradinhos). Misture e tampe a panela. Deixe cozinhar por mais 15 minutos em fogo médio e sirva. 
Cozinha dos Vurdóns - Puchero Uruguaio
 Essa é uma receita tradicional, feita por uma Calon/kalin - Jupyra. 


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

SOU CIGANO - Bruno Gonçalves